quinta-feira, 23 de março de 2017

O FUTEBOL É PROFISSIONAL MAS A ORGANIZAÇÃO NEM TANTO - P.R.Baptista

São Jose´x Brasil com estádio vazio
Com os empates de Ypiranga com Inter e Passo Fundo com Veranópolis, a disputa para escapar do descenso está definitivamente indefinida.
O Brasil enfrenta Caxias e Novo Hamburgo na sequência e, embora jogando no Bento Freitas, os adversários, por enquanto, são vice-líder e líder do campeonato, dois jogos, portanto, duríssimos.
Detalhe: o horário do jogo do Brasil com o Caxias amanhã coincide com o jogo da seleção contra o Uruguai.
Não sei se a Federação Gaúcha conjuntamente com a direção do Brasil não está negociando a troca do horário do jogo da seleção.
Segunda o Brasil jogou com o São José em Porto Alegre com portões fechados.
A torcida do Xavante que viajou para ver o jogo foi barrada no portão.
Enquanto isto em entrevista ao Diário Popular o presidente do Brasil declara que "erramos no planejamento".
O time estreia no Campeonato Brasileiro, série B, no dia 13/05, jogando contra o Guarany em Campinas. ou seja, faltando menos de dois meses.
Como se espera que o time, em tão pouco tempo, sem contratações imediatas, as que se esperava que já tivessem sido feitas, estará  em condições de enfrentar a competição ?
Está muito evidente que o time atual não tem.
Mas pelo menos ninguém pensou em contratar o goleiro Bruno.
Já é um consolo.

O Grêmio Esportivo Brasil, o Xavante, estreia no Campeonato Brasileiro, série B, no dia 13/05, jogando contra o Guarany em Campinas. ou seja, faltando menos de dois meses.
Alguém sabe explicar como a direção espera que se tenha um time, em tão pouco tempo, sem contratações imediatas, em condições de enfrentar a competição ?. Está muito evidente que o time atual não tem.

sábado, 18 de março de 2017

CIDADE INVISÍVEL - A MORTE DOS PLÁTANOS -

A rua Princesa Izabel, entre as ruas Santa Cruz e Gonçalves Chaves , apresenta um dos raríssimos trechos no centro de Pelotas com arborização de algum porte.
São plátanos sob os quais no verão, fugindo do sol, é muito agradável passar.
No inverno, em contrapartida, como perde as folhas, não impede a passagem dos raios solares.
São árvores que se encontram naquele trecho há muitos anos constituindo-se em um cenário tradicional da cidade.
Pois mais recentemente observou-se que o parasitismo da erva-de-passarinho que se instalou nessas árvores, passou a afeta-las severamente a ponto de provocar a morte de seus galhos.
Urgem, portanto, medidas, e urgentes,  para reverter este prejuízo.

P.R.Baptista

sexta-feira, 17 de março de 2017

quarta-feira, 15 de março de 2017

A GREVE DE SEXO DA SENADORA GLEICI


A senadora Gleici Hoffmann , líder da bancada do PT no senado, é bem conhecida por sua atuação sempre muito incisiva e muito marcada, mais recentemente, pela defesa de Lula , Dilma e o próprio marido Paulo Bernardo.
Subindo na tribuna dias antes do Dia Internacional da Mulher pronunciou-se defendendo uma ampla participação das mulheres não só nas manifestações de rua mas ampliando-a na forma de paralisação de todas as atividades nas quais possam estar envolvidas.
A inspiração para a senadora seria a greve promovida pelas mulheres islandesas na década de setenta com grandes implicações para o papel das mulheres no conjunto da política do país.
E cita uma lista grande dessas atividades ao final das quais decide incluir também, por sua conta, a atividade sexual.
Ou seja, propõe que a greve seja também sexual.
Sua menção resultou em comentários que acabaram sendo levados mais para o lado da piada do que a sério.
Mas entendemos que a sugestão deixou no ar uma questão que tem fundamento pois parece alimentar o pensamento, de que o sexo possa ter um elemento de concessão com elementos de submissão da mulher ao homem e não algo que ambos, homem e mulher, possam querer e usufruir conjuntamente.
A senadora Gleici deixou no ar essa interrogação.

P.R.Baptista

terça-feira, 7 de março de 2017

segunda-feira, 6 de março de 2017

OS AVANÇOS DA DIREITA - P.R.Baptista

A partir do impedimento da presidenta Dilma e dos resultados das eleições em, 2016 , observou-se um forte crescimento dos partidos de direita e extrema-direita no Brasil.
Este crescimento veio acompanhado do surgimento e fortalecimento de lideranças dos partidos desse segmento.
No quadro destacamos quatro nomes, Bolsonaro, Doria, Marchezan Jr. e Eduardo Leite.
Bolsonaro representa hoje a extrema-direita brasileira e é candidato a presidente.
Os três restantes pertencem todos ao PSDB e são apontados como candidatos potenciais em 2020. Doria a presidente, Marchezan a governador e Leite, ex-prefeito de Pelotas, a deputado.
Esta condição, é importante lembrar, foi adquirida por Doria e Marchezan nas eleições passadas quando se elegeram com grande margem e por Leite por eleger sua sucessão também com grande margem.
Bolsonaro, que na eleição anterior para a presidência já manifestava a vontade de concorrer, tem a seu favor colocar-se como representante de um segmento que cresceu e botou a cara à mostra.
Enquanto isso a esquerda passou a ter dificuldades de lançar nomes novos .
Para presidente o PT mantém a tese da candidatura de Lula, com muitos desgastes, e parece não ter outra nesse momento,
Haddad poderia ser esse nome mas a derrota em São Paulo, no primeiro turno, roubou-lhe pontos.
Para governadores e também deputados o quadro mostra dificuldades.


domingo, 5 de março de 2017

O CRIME DE MARISA LETÍCIA


O juiz federal Sérgio Moro arquivou no dia 3/03 as acusações contra a ex-primeira-dama Marisa Letícia, na ação penal da Lava Jato que envolve um triplex em Guarujá, em razão de sua morte, no último dia 3 de fevereiro.
Após consultar o Ministério Público Federal (MPF), Moro decidiu somente decretar a “extinção da punibilidade” da ex-primeira-dama, o que, na prática, impossibilita o poder público de levar adiante o processo contra ela até uma eventual punição.
Moro declarou que, por não haver condenação, ela deve ser considerada inocente.
Para a história fica o registro de que o único crime de Marisa Letícia dentre aqueles pelos quais era supostamente culpada, parece ter sido. ao longo de toda a carreira política de Lula,  sua companheira de todos os momentos.

P.R.Baptista


quarta-feira, 1 de março de 2017

"FORA TEMER" ECOA NO CARNAVAL PELO BRASIL


              Desde a sua abertura o bordão "Fora,Temer!" tornou-se a febre do carnaval 2017.  O cantor Russo Passapusso, da banda System, e Caetano Veloso provocaram os foliões de Salvador, que responderam à altura. As manifestações foram muito fortes em várias cidades destacando-se Salvador e Belo Horizonte.
As manifestações foram tão fortes e eloquentes que a própria Rede Globo não teve como deixar de noticiar.
Em Pelotas , interpretando de forma diferente o momento do protesto e sem fazer coro ao chamamento do restante do país, ocorreu o desfile do bloco intitulado "Volta Querida" tendo por mote a anulação do impedimento de Dilma (*) .
P.R.Baptista

(*) Transcrevemos abaixo texto divulgado pelo grupo que procura justificar o encaminhamento de não se alinhar com o movimento nacional Fora Temer
"Gritar Foratemer é uma opção fácil. Foratemer é unanimidade. Ser Foratemer é ser amiguinha de tudo e todos. "Sim, mas precisamos tirar ele" ...é mas já fomos "fora Cunha", já fomos "não vai ter golpe' e... quem pode jurar sobre seu símbolo de fé que não teve golpe e que tiramos o Cunha? Agora, se a maioria dos que votaram em Dilma, sabiam e constataram com provas agora claras, que foi ilegal e que estamos vivendo um golpe de corruptos, entreguistas de nosso chão, recursos e vida, então vamos lá, vamos pra luta difícil, mas com a brecha institucional que a Dilma deixou. Dilma deixou um mandado de 500 páginas que está com o Janot pra ser entregue ao STF. Por que Janot não devolve? Porque o STF não quer de jeito algum votar aquilo lá. Então, se a mídia põe holofotes sobre o STF pra tê-lo nas mãos, somos nós, os eleitores de Dilma que temos que pressioná-los, porque sabemos o que temer e seus comparsas estão fazendo com o país. "Ah, bota milhares lá no STF!"...Fala sério?
Não tenho muitos seguidores, sou uma discreta internauta, mas tento conversar com meus amigos com argumentos. Por favor , me explique esse foratemer tão óbvio, que eu te explico que nós não lutamos em nenhuma dessas lutas que travamos, pensando em probabilidades... a gente lutou porque achou digno, o melhor a fazer. E aqui lanço um desafio: o melhor a fazer é repetir o que já vínhamos fazendo antes? Se vamos ser bem sucedidos não sabemos, mas podemos além de tirar o Temer, tentar trazer a democracia de volta, ou seja trazer Dilma, a eleita e aí vai ser o quê? Vai ser osso sim pra garantir suas decisões, porque o projeto de Brasil que queremos não pusemos nas mãos sujas da mídia que pegou uma ponte pra miséria e colocou no lugar e vende essa ponte como futuro. Ah, mas a mídia...a mídia...A mídia? Ela é Foratemer, então somos Volta Dilma"
(Por Eunice Sélos)

domingo, 26 de fevereiro de 2017

CHARGE- Renato Aroeira

Charge de Renato Aroeira que põe a nu a sacanagem e o quadro de libertinagem do (des) governo .
Sem tirar nem por....  

sábado, 25 de fevereiro de 2017

BLOCO CARNAVALESCO "VOLTA QUERIDA"

Simpatizantes de Dilma e adeptos de sua recondução à presidência organizam o  Bloco VOLTA QUERIDA.
Bem animado e colorido, com direito a camisetas inclusive amarelas.
Vamos aguardar ao fim da folia a avaliação

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

OS PASSOS ADIANTE DO GOLPE - P.R.Baptista

Que foi consumado um golpe parece que, a cada dia, a cada instante, foi ficando mais claro.
Um golpe parlamentar como se denominou resultante do conluio de forças políticas, midiáticas e econômicas mobilizadas para tirar do poder um governo democraticamente eleito.
Golpe, no entanto, que não tinha apenas por finalidade mudar o governo, na suposição que tivesse ferido a Constituição, mas promover todo um ideário neoliberal que, por momentos, anuncia avançar para um extremismo de direita..
Sob esse aspecto um clássico golpe como tantos outros, e são tantos!, que foram se promovendo ao longo do tempo na história política da América Latina.
Desta forma um projeto que não venceu nas urnas, é implantado a toque de tambor de forma a dinamitar todos os caminhos que pudessem ter sido construídos a indicar outros destinos.
A indicação de Alexandre de Moraes para ministro do STF passa a ser, nesse contexto, o ato que simboliza todo o processo na sua expressão mais crua, mais aviltante.
É o passo que os tiranos, já seguros, se sentem à vontade de dar para exaltar seu poder e, ao mesmo tempo, demonstrar seu desprezo pelo povo.
Enquanto isto a oposição dá a impressão de que ficou órfã.
Apega-se a uma espécie de guerrilha nas redes sociais, mostrando simpatia, quando não adoração, por alguns nomes que se colocam como pensadores e intérpretes da conjuntura e cujos textos se compartilham mecanicamente como se fossem o anunciar da revolução..
São, os integrantes dessa oposição, em certa parte, antigos participantes de movimentos estudantis durante a ditadura militar transformados, hoje, em mais ou menos bem sucedidos profissionais liberais ou funcionários públicos mais ou menos bem remunerados tendo uma vida, do ponto de vista material e de hábitos e costumes que, aliás frequentemente, muito os aproxima da burguesia, tornados corporativistas, consumistas e afastados da causa da classe trabalhadora e dos que vivem na pobreza e na miséria.
Não vão voltar à militância, a não ser esta das redes sociais, não vão voltar às ruas com o ardor de antes, não vão retornar aos sindicatos, aos partidos, enfim, a formas de participação que possam interferir muito em seu bem-estar mas que poderiam, talvez, representar formas mais diretas e efetivas de participação. 
Em alguns casos orgulham-se de ter transferido aos filhos um pouco desses ideais.
Enquanto isto os que ocupam hoje posições nos sindicatos, nos partidos, nas instâncias políticas com poder de organização, dão a impressão de não terem noção das melhores estratégias a serem adotadas.
Algumas, reiteradamente reproduzidas, tem demonstrado claramente serem ineficazes.
Há quem diga que o caminho deva ser outro, talvez no plano de uma revolta,  mas é um comentário vazio pois quem comenta não consegue apontar como efetiva-lo, apenas se soma ao conjunto crescente de ideias soltas e desconexas. 
Talvez seja necessário rever conceitos, promover uma autocrítica que não se faz,  ou talvez seja assim mesmo, talvez o ser humano seja apenas um laboratório para se tentar, por erro e acerto, alcançar um ser , com muita dificuldade, um pouquinho menos destruidor, rude e selvagem.
Momentos em que a pergunta Que Fazer? volta a ter sentido e urgência, tanto no plano geral dentro do qual, originalmente, a questão foi colocada, quanto no individual a respeito de cada um de nós.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

VEREADORA DAIANE DIAS ASSUME A VEREANÇA ACOMPANHADA POR GÊMEOS RECÉM NASCIDOS




Intervenção da vereadora Daiane Dias (PSB) referindo-se à decisão de não tirar licença maternidade mantendo os filhos gêmeos na Câmara de Vereadores durante suas atividades.

COMENTÁRIOS >>>>

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

CHINA NO CAMINHO DE SER A MAIOR POTÊNCIA

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang. EFE
Quem diria, a China que até a Segunda Guerra Mundial era praticamente uma colônia das potências mundiais, especialmente a Inglaterra, e enfrentou uma agressiva invasão japonesa, apresenta-se nesse momento como concorrente , já difícil de ser vencida, a ser a maior potência mundial.
No percurso desafios quase insuperáveis mas que foram de uma forma ou de outra , nem sempre talvez a melhor possível, pelo governo comunista inaugurado por Mao Tse Tung.

LEIA A NOTÍCIA >>>http://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/27/internacional/1485521277_809514.html 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O PIOR DOS BRASIS, A SAÍDA NINGUÉM SABE - P.R.Baptista

Petistas ou simpatizantes de Lula, ou apenas cidadãos indignados com a situação de exceção que vive o país,  cobram dos que bateram panelas antes que façam o mesmo agora contra Temer e seu desgoverno.
Mas Temer e o PMDB,  até pouco tempo os aliados mais fortes do governo Dilma, ganharam o poder graças ao golpe apoiado pelos que agora são convocados a se manifestarem.
Bater panelas nesse momento seria reconhecer, da parte deles, que cometeram um erro. Ademais muitos até apoiam Temer. Ou simplesmente esgotaram sua capacidade de participação política limitada a um breve e insuflado papel de figurantes.   
Ao mesmo tempo os que querem reviver os panelaços parece que se sentem constrangidos de fazê-lo por contra própria, primeiro porque ridicularizaram tanto essa forma de protesto anteriormente ou, então, por não se sentirem com apoio suficiente.
Ou seja a enxurrada de manifestações que lançam críticas e apelos contrários ao golpe, parece não ganhar corpo através de ações concretas através das diferentes instâncias de participação, a começar pelos sindicatos, as associações, as entidades, os movimentos populares, envolvendo a sociedade de forma mais ampla.
Sabe-se que se vive hoje o pior dos Brasis.
A saída, nesse momento, ninguém sabe.

AS MULHERES E A CRISE POLICIAL NO ESPÍRITO SANTO - P.R.Baptista

Piquete de mulheres impedindo a saída dos policiais 
A crise policial no Espírito Santo, que alcançou uma profundidade e uma gravidade que eram talvez imprevisíveis, só avançou para ser superada depois de um longo e doloroso processo.
O saldo do número de mortos e prejuízos das mais diversas ordens sobressaindo a econômica, impressiona e exige uma avaliação muito séria.
São fatos que não podem ocorrer de forma tão descontrolada, e muito menos se repetirem ( o que pode estar se desenhando no Rio) principalmente tendo-se presente que foi desencadeado a partir da ação de um grupo relativamente restrito de mulheres e familiares dos policiais impedindo a saída deles dos quartéis.
Mulheres impedindo a saída de policiais no Rio
Considerando o papel tão central que as mulheres assumiram como considerar sua ação no contexto da atuação política das mulheres como um todo?
Poderia ser considerado como um ato de afirmação política?
Uma demonstração de poder, de empoderamento?
Bom momento para as próprias mulheres e as feministas se deterem a examinar e opinar.
Até esse momento é desconhecido que tenha surgido qualquer análise nesse sentido.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

FERNANDA MIRANDA ESTÁ ISOLADA? - P.R.Baptista


Logo após a votação que aprovou a chamada Taxa do Lixo ( um nome talvez apropriado considerando o que cercou  sua aprovação) por 11 votos a 9 com mudanças de voto à última hora e a ausência do ex-vereador Anselmo Duarte propiciando que o voto do PDT, contrariamente à intenção do partido, fosse pela aprovação, nos vimos diante, já na nova composição da Câmara, da votação da Reforma Administrativa.
Resultado: 19 votos contra um (01) , sendo o voto solitário da vereadora Fernanda Miranda (PSol).
Isto poderia estar a indicar que o Bloco Democrático,  formado por três vereadores do PDT (Marcus Cunha, Cristina Oliveira e Eder Blank), dois do PT (Marcos Ferreira, o Marcola, e Ivan Duarte) e uma do PSOL (Fernanda Miranda), pelo menos nessa votação, não teria tido uma boa estreia.
Ou teria algo a ver com declaração feita pela vereadora, contrariamente ao que lhe teriam dito que acabaria por se submeter, afirmando que não acederia a acordos e conchavos tão comuns em câmaras de vereadores.
O Bloco Democrático, é bom lembrar, nasceu pela ideia de seus integrantes, de que a minoria de oposição é essencial à democracia no Parlamento.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

ARGENTINOS QUE SÃO ESQUECIDOS - Marcus Bruno

Mais um caso de argentina esquecida pela família aconteceu nesta sexta-feira (13) no norte de Florianópolis. Dona Maria Elena Pérez, de 54 anos, disse que se perdeu dos parentes na praia dos Ingleses, onde estão hospedados, e que a família foi passar o dia no Sul da Ilha sem ela. Para piorar, a senhora teve os pertences furtados e ficou sem dinheiro.
Outra turista argentina encontrou Maria caminhando perdida e chorando na rua das Gaivotas e levou a mulher até uma imobiliária para pedir ajuda. Só que ela não sabe onde a família está hospedada.
— Aqui me deram de comer porque roubaram meu dinheiro na praia. Eu não vi nada porque foi quando entrei no mar — contou à reportagem a moradora de San Miguel de Tucumán, no norte da Argentina, e que está pela segunda vez veraneando na capital catarinense.
Dona Maria Elena ficou com o celular descarregado. Conforme Anderson Pompeu, corretor da imobiliária onde ela bateu na porta, a argentina sabe o número do marido de cor, mas chama e ninguém atende.
— Sorte que a gente tinha sobrando uma marmita inteira de uma funcionária que não quis almoçar aqui. Agora ela está comendo. Está mais tranquila. Antes ficava chorando e fumando um cigarro atrás do outro — disse Anderson.
Quando a imobiliária fechou, às 19h, ela foi levada até a 8ª Delegacia de Polícia. Em seguida, segundo informações do plantão, policiais militares conseguiram localizar os parentes da Dona Maria.
Esse é o segundo caso parecido nesta temporada. Em dezembro, argentinos esqueceram jovem em posto de combustíveis em Santana do Livramento. Na temporada passada, foram três casos de argentinas esquecidas no Rio Grande do Sul por famílias que vieram passar o verão em Santa Catarina.
Em fevereiro de 2016, uma mulher procurou socorro em um posto de gasolina para o carro do marido, enguiçado a cerca de 20 km. Quando voltou, o carro dele não estava mais lá. Dias antes, um casal de argentinos esqueceu a filha de 19 anos num posto de gasolina da BR-290, em Eldorado do Sul. Em em janeiro, um argentino deixou a esposa num posto de Passo Fundo, após voltar para casa das férias.

Por: Marcus Bruno- ZH
mailto:marcus.bruno@horasc.com.br